Suplementação de leucina aumenta síntese proteica pós-exercício

    Pesquisadores norte-americanos publicaram um estudo na revista The American Journal of Clinical Nutrition mostrando que a suplementação de aminoácidos essenciais enriquecida de leucina aumenta a síntese proteica muscular pós-exercício. Este foi um estudo cruzado e randomizado, que avaliou a suplementação de aminoácidos essenciais com duas diferentes concentrações de leucina na síntese de proteína muscular após exercício moderado, caracterizado pela realização de bicicleta ergométrica durante 60 minutos a 60% do VO2 máximo. Oito adultos saudáveis receberam durante o exercício bebidas isonitrogenadas contendo 10g de aminoácidos essenciais em diferentes teores de leucina: uma enriquecida com 3,5g de leucina e outra contendo 1,87g. O metabolismo de aminoácidos foi determinado após o exercício pela infusão de fenilalanina contendo isótopos 2H5- e [1-13C]-leucina, capazes de avaliar a incorporação intracelular dos aminoácidos. Os pesquisadores verificaram que a síntese proteica muscular foi 33% maior (p < 0,05) após o consumo da bebida enriquecida de leucina. “Estes dados demonstram que o aumento da disponibilidade de leucina durante o exercício promove o anabolismo da proteína do músculo esquelético e reposição de proteína endógena. Estudos futuros são necessários para determinar os mecanismos moleculares e se os efeitos observados são influenciados pela intensidade do exercício ou outros nutrientes”, destacam os autores. “Nossas descobertas indicam que o aumento do teor de leucina nos suplementos proteicos pode ser promissor para as populações suscetíveis à perda de massa muscular, como a caquexia e sarcopenia, devendo ser explorados nos próximos estudos”, concluem.
    Fonte: Revista Boa Forma